Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Transferências’

O jogador de futebol encarna nos dias de hoje o estereótipo de algumas mulheres modernas: há um carinho e respeito pelo primeiro homem, quem lhe ensinou os primeiros passos, deu as primeiras aulas diante e longe da sociedade, mas inexiste a preocupação com a fidelidade de outrora; há que se aproveitar o que a vida lhe oferece, os prazeres que a abundância de dinheiro gera.

 

Pois o mercado europeu voltou a promover em maior escala essa promiscuidade consentida neste ano. Depois de uma janela de cifras tímidas na temporada passada, os milhões de euros voltaram a transitar no destino contrário às mercadorias que compram. Real Madrid, como já comentado aqui na semana passada, é o epicentro destas movimentações frenéticas. Mas Manchester United, que perdeu Cristiano Ronaldo, e Juventus, equipe que tradicionalmente faz aquisições pontuais e ruminadas, também desembolsaram alguns milhões de notas. Nesta semana, análises das perspectivas dos grandes clubes espanhois e italianos para o calendário que se inicia em agosto.

 

Espanha

O futebol espanhol acena com a repetição do protagonismo que exerceu na Europa na temporada passada. O Barcelona mantém a equipe que venceu a Champoions, cuja base são jogadores formados nas Canteiras catalãs, categorias de base do Barça. Há tentativas de reforçar o banco de reservas, com a contratação de Fórlan, atleta uruguaio, artilheiro por duas temporadas consecutivas da Liga, mas que esbarra na certeza de possuir uma esquadra vencedora e no alto valor pedido pelo Atlético de Madrid.

 

Já o Real Madrid, voltou à fórmula de Florentino Pérez, investindo em jogadores de reconhecida categoria, e admitindo que, afora Casillas e Raul, há tempos não revela um grande jogador. Diferente da primeira geração galáctica, quando obrigou os treinadores a mudarem de escalação todo ano – visto que se contratava um craque por temporada -, Florentino arrematou logo dois dos três melhores do mundo, e alguns coadjuvantes para os demais setores – medida que pode acelerar o entendimento interno e a conquista de títulos.

 

Itália

O Milan é quem mais perdeu nestes dois meses sem futebol de clubes europeu. Kaká era quem alçava o time de Milão ao panteão de clubes candidatos a qualquer campeonato que disputam. Sem o brasileiro, o Milan é uma equipe que recende lentidão e burocracia. Estão, por hora, amparadas sobre os pés de Pato (Rá!) e Ronaldinho Gaúcho as esperanças de Berlusconi para 2009/10. Um sintoma da insegurança dos cartolas de lá em seus novos protagonistas, é a insistência na contratação de Luis Fabiano. O que trava a negociação com o Sevilla é o preço inflacionado do atacante de indiscutível titularidade na Seleção: 14 milhões de euros.

 

Já a Inter, depois do quarto campeonato nacional seguido, reza, ora, faz pactos com entidades divinas, usa de todas as mandingas existentes para que volte a vencer a Liga dos Campeões, o que não faz desde antes do nascimento de todos os seus atletas. Mas José Mourinho já alertou os dirigentes que não detém poderes sobrenaturais, e munido da coragem que sua arrogância permite, exige reforços para que conquiste algo fora da Bota. Recebeu Kérlon, aquele guri que apareceu no Cruzeiro imitando foca e dependurando a bola no próprio nariz, o argentino Diego Milito e o português e genérico de Cristiano Ronaldo, Ricardo Quaresma. Ou seja: adornos insuficientes para ambições maiores.

 

Mas é uma senhora experiente que deve voltar a se adonar de troféus nacionais este ano. A Juventus retomou no Calcio passado o seu lugar entre os três melhores times do país. Mas penou com a limitação do elenco e o cansaço de jogadores em fase crepuscular, como Nedved. O retorno de Canavarro e a chegada de Felipe Melo devem aumentar a segurança da já sólida defesa de Turin. Porém, é na figura de Diego que se pretende resgatar, junto de Del Piero e Amauri, aquele jogo de contra-ataques mortais e ágeis, filho de um futebol pragmático e vitorioso. Os mesmo contra-ataques que no começo dos anos 90 eram feitos por Baggio, Ravanelli e Viali e, já na segunda metade daquela década, orquestrados por Zidane, o ainda jovem Del Piero e Filippo Inzaghi: os dois últimos grandes momentos da Vecchia Signora no cenário europeu.

 

Guilherme

Anúncios

Read Full Post »

Passado

Passado

 

Não foi sem um oh de estupefação que se anunciou a transferência de Kaká para o Real Madrid. Não faz muito tempo ele era taxativo ao dizer que encerraria a carreira na cidade de Milão e vestindo vermelho e preto. É verdade que o brasileiro não resolveu por conta própria se mandar para a Espanha, tampouco viabilizou sorrateiramente a saída, como Figo quando trocou Barça por Real, por exemplo. Não. O time de Berlusconi acumula dívidas impagáveis amealhadas sob o nebuloso manto que cobre as cifras na Bota. E somente por elas que Florentino Pérez, o folclórico presidente que regressou ao comando merengue recentemente, cumpriu sua promessa de campanha e comprou o meia brasileiro por 67 milhões de euros.

 

A negociação é protagonista do balé oneroso e pontilhado de boatos que se promove durante a basculante entre o fim de uma temporada e o começo de outra no futebol europeu. Além de Kaká, o meia Diego já foi anunciado como principal reforço da Juventus para os próximos Calccio e Champions League. E Zhirkov, canhoto habilidoso e que divide as atenções na seleção russa com Arshavin, migrou do CSKA para o Chelsea.

 

Ainda há muito pranto para rolar, mais do que água da cachoeira (Saravá, Vinícius de Moraes) nos olhos de torcedores órfãos de seus craques até que os mercadores da bola guardem os cheques nos bolsos. Como é sempre instigante mapear a cara dos clubes antes, durante e depois das negociações, confere algumas que já foram fechadas e outras que podem se concretizar:

 

CONCRETIZOU-SE

Jogador                Ex-Clube                     Clube Atual                     Valor (Euros)

Kaká                       Milan                           Real Madrid           67 mi

Diego                     Werder Bremen        Juventus               25 mi   

Yuri Zhirkov              CSKA                    Chelsea                   30 mi*

Marcelo Moreno   Shakhtar            Werder Bremen   2 mi (empréstimo)

Ramires                     Cruzeiro                 Benfica                     7, 5 mi

 

ESPECULA-SE

Jogador                                      Clube  Atual                           Futuro

Zlatan Ibrahimovic           Inter, de Milão             Barcelona

Amauri                                        Juventus                 Milan

Juninho Pernambucano         Lyon                         Genova 

Juan                                          Roma                           Milan

 

* Negociação em dólares.

 

Foto: Reuters

 

Guilherme

Read Full Post »