Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Paraguai’

Cállate, Europa!

A surpreendente superioridade latina-subdesenvolvida-radical-indígiena sobre o futebol sóbrio-pragmático-enregelado-europeu, devolveu-me, de certa forma, o prazer de assistir a uma Copa. Desde 1994 que não me emocionava com quase todas as partidas. Claro, o mundo não permite que uma criança de nove anos carregue consigo as mesmas impressões otimistas da vida quando cresce. Mas, mesmo que a celebração por uma conquista brasileira não me entusiasme de maneira igual que há 16 anos, outras vitórias vestem-se de uma mística especial, daqueles momentos cuja sensação de que a história está se desenhando diante de nossos olhos, nos assombra, nos fascina.

À exceção dos triunfos brasileiros e argentinos, equipes obrigadas a avançarem às fases decisivas pelo currículo abundante em títulos e grandes feitos recentes, um sabor especial permeia cada vitória dos demais sulamericanos. Sobretudo quando se perfilam diante de esquadras européias, bandeiras defendidas por atletas longilíneos, olhos claros e a empáfia nórdica que exala a certeza de que foi beneficiada pela seleção natural – reforçada pela presença de índios no outro lado do gramado.

Pois quando termina toda aquela hipocrisia de adentrarem o campo lado a lado, de o árbitro sacar a bola do altar pagão que a resguarda e da audição apressada dos hinos, os impérios terminam por desabar. Uma correria desabalada, uma marcha incansável é empreendida por uruguaios, paraguaios e chilenos, cumprindo uma espécie de vingança aos colonizadores que dizimaram milhões de antepassados, que impuseram sua cultura à bala, que substituíram o paganismo vigente pela religião castradora. É nos dribles debochados de Jorge Valdívia, nos lançamentos enviesados de Diego Forlán e nos chutes guaranis de Enrique Vera que a rebeldia latina reinstala a organização do caos, daquele caos que possui, claro, uma ordenação própria, mas não admite intervenções de pranchetas positivistas.

O Uruguai já confirmou presença nas oitavas, e o primeiro lugar determina o enfrentamento com a Coréia do Sul, seleção emergente e operária – ainda que de pouca tradição. Paraguai e Chile também passam. E provavelmente em primeiro. Então as chances de pela primeira vez na história das Copas as quartas de final revelarem mais sulamericanos que europeus tomam corpo. Mas são apenas projeções. Resta retomar o acompanhamento do calvário das nações do Velho Mundo – um mundo aparentemente cansado. Resta acompanhar a redenção do Novo Mundo – um mundo aparentemente vingado. Aparentemente.

Veja a classificação dos grupos aqui.

Jogos de Hoje

11h Eslovênia  x  Inglaterra

11h EUA  x  Argélia

15h30min Gana  x  Alemanha

15h30min Austrália  x  Sérvia

Guilherme

Read Full Post »

El Loco Bielsa, aquele senhor desavergonhado e corajoso que já treinou a Argentina e hoje é o comandante Kamikaze que levará o Chile a mais uma Copa, manteve sua postura insana e atacou o Brasil sem pudores, mesmo fora de casa. É verdade que jogávamos com alguns reservas, sem Kaká, Luis Fabiano e com Julio Baptista com a 10 (Pecado mortal!). Mas havia Nilmar, que começou a cavar com suas pernas de gazela a cova de Robinho, e Daniel Alves, cuja atuação mostrou uma capacidade de adaptação em qualquer posição – ambos responsáveis maiores pelos 4 a 2.

 

Nos demais jogos das Eliminatórias Sulamericanas, o Equador, presença certa nas duas últimas Copas, confirmou a recuperação engendrada no segundo turno com a vitória por 1 a 3 sobre a Bolívia na estratosférica e nada oxigenada La Paz. Já em Assunção, Maradona novamente cumpriu seu papel de estátua cover de Almodóvar à beira do gramado e assistiu sua seleção perder mais uma. Valdés classificou o Paraguai e rebaixou os portenhos ao constrangedor quinto lugar.

 

Confere aqui a classificação. E abaixo as cenas mais marcantes dessa rodada.

  

 

Conto de Fadas: Dunga, o Anão, e Shrek, o Ogro

Conto de Fadas: Dunga, o Anão, e Shrek, o Ogro

 

Daniel Alves mostra que tamanho não é documento

Daniel Alves mostra que tamanho não é documento

 

Paraguaio de cavanha sonhando em desatolar o short

Paraguaio de cavanha sonhando em desatolar o short

 

Paredes, um herói brasileiro

Valdés, um herói brasileiro

 

Melhor que enterrar a sogra

Melhor que enterrar a sogra

Guilherme Lessa Bica

Read Full Post »

Robinho imita Jeremias: 'Quem botou pra nós beber foi o cão!'

'O cão foi quem botou pra nós beber'

 

Mesmo com toda a fama, com toda a brahma. Com toda a cama, com toda a lama, o Dunga vai levando, Chico Buarque teria composto essa música em nossos tempos e com a pequena alteração na letra caso outra situação em sua vida pregressa não o tivesse inspirado. Pois o anão mais contestado do país – é verdade que cada vez menos – segue sua sina de apresentações sob uma bruma de desconfianças, pouco convincentes e convocações recheadas de Gilbertos, Felipes e Elanos. Porém, para desespero da mídia Imperial e Bandeirante, Dunga vence. A última vitória, os 2 a 1 sobre o Paraguai, jogou o país vizinho à terceira posição, e alçou o Brasil a isolados e confortáveis 27 pontos.

 

A partida foi mais emocionante do que o esperado. Como o vazio no placar foi preenchido com gol guarany, uma atmosfera esperançosa, mas preocupada instalou-se no Big Wolrd of Arruda. El gordito Cabañas rolava junto da bola em direção à grande área brasileira e, ao sofrer uma descompostura de Juan, desabou feito donzela lívida de romances franceses do século 19, na sua fragilidade crua de filhote de baleia. Ele mesmo cobrou a falta e Elano desviou com categoria suficiente para encobrir Julio César. Tudo isso dos 23 aos 25 minutos de jogo.

 

O empate chegaria só aos 40, e depois de muita teimosia e inversões de bola brasileiras. Ela passou por Kleber, Kaká, Robinho, Felipe Melo e chegou aos pés de Daniel Alves. O lateral do Barcelona confirmou que começa a ganhar a posição de Maicon e encontrou novamente Robinho solitário em terreno paraguaio. O atacante mais marketeiro do mundo aparou de primeira, num bate-pronto hábil, igualando a peleia.

 

Já na volta para o segundo tempo do Maracatu, a Seleção estava sem a paciência que ritmou seus movimentos anteriormente. E logo aos quatro minutos, Felipe Melo arriscou com autoridade um lançamento vertical no peito de Nilmar. O menino dourado do Beira Rio optou por uma jogada parnasiana, e tentou uma assistência de futvôlei para Robinho. Os deuses do futebol não são tão injustos, e impediram, na pessoa do zagueiro paraguaio, que a bola chegasse ao Mídia Boy. Com isso, Nilmar encontrou o goleiro adversário mais desamparado que as dezenas de mães solteiras de filhos de bispos paraguaios, e marcou o gol da virada. São três vitórias consecutivas nas Eliminatórias e a confiança restabelecida para a Copa das Confederações.

 

 

Nas outras partidas, Maradona e sua estatura diminuta tiveram novamente problemas com a altitude e levaram 2 a 0 do emergente Equador. Os argentinos começam a entender porque Pelé nunca vai treinar nossa seleção. Outro destaque é a campanha do Chile, do treinador e Kamikaze El Loco Bielsa. Eles já estão em segundo, e depois de algum tempo têm uma chance concreta de regressar a uma Copa, coisa que não fazem desde 1998.

 

Resultados

Equador 2 x 0 Argentina

Colômbia 1 x 0 Peru

Venezuela 2 x 2 Uruguai

Brasil 2 x 1 Paraguai

Chile 4 x 0 Bolívia

 

Classificação

 Brasil 27

Chile 26

Paraguai 24

Argentina 22

Equador 20

Uruguai 18

Colômbia 17

Venezuela 17

Bolívia 12

Peru 7

 

Foto: globoesporte.com

 

Guilherme

Read Full Post »

Como Roberto Freire já dizia

Como Roberto Freire já dizia

 

Hoje à noite a Seleção Brasileira volta a campo pelas Eliminatórias da Copa da África do Sul, o que garantirá à Rede Globo uma audiência ainda maior que na novela Caminho das Índias, por pelo menos mais duas horas. Ao contrário da maioria dos brasileiros, creio eu, não vejo a menor graça em assistir aos jogos da seleção.

 

E não pense que se trata de um anti-patriotismo, ou de bairrismo radical, onde muitos dizem que são gaúchos primeiro, antes de ser brasileiro. A questão é que jogo do Brasil é sem graça, morno, como uma cravada por obrigação.

 

É bem provável que o elenco milionário de Dunga atropele os paraguajos com certa facilidade. Ou não. Não fará diferença alguma. No máximo, um pequeno divertimento ao ver os craques colorados em campo.

 

Frequentador assíduo do estádio do time que mais marcou gols em 2009, bem sei como o ser humano se transforma quando é chegado o grande momento, como diria o Alexandre Santos. Um sentimento que toma conta dos organismos de milhares que passam a urrar como bichos e chorar como recém nascidos. Com o Brasil, o máximo que consigo são três palmas tímidas de felicitação. Falta algo. Uma cumplicidade, uma doação durante as partes, elo que nunca existiu.

 

Razão inequívoca para torcer contra o Brasil

Razão concreta para torcer contra o Brasil

 

“Nunca diga nunca”, essas sábias palavras, dita pelo Bloommer, o bichinho mágico da Punky, a levada da Breca, tem um fundo de verdade. Em meados de 94, torci pelo Brasil na Copa dos Estados Unidos, época em que o gordo Ronaldo ainda era franzino. Enchi os olhos d’água com o gol do Branco, contra a Holanda; ergui o dedo do meio para o Ravelli quando o Romário marcou e garantiu a vaga na final; e me arrependo até hoje de ter ido buscar água com açúcar para a tia Adir e perder a cobrança do Baggio. Enquanto servia o copo, ouvia os gritos esganiçados do Galvão “é teeetraaaa…” Naquela Copa, encerrei minha trajetória com a seleção.

 

Mesmo após estas belas lembranças, a vontade de assistir ao jogo de hoje à noite continua a mesma: nenhuma. Por sorte, o articulista azul do TFC analisará a partida e dará pertinentes comentários da Seleção Canarinho quando raiar o sol de meio-dia de sexta-feira (Caro, leitor, amanhã é feriado, e a boemia nos chama. Mas não se preocupe, o post de quinta-feira está garantido).

 

Hein?

Brasil x Paraguai

 

E daí?

Quarta-feira, 21h50min.

 

Tá, mas se eu quiser dar uma olhadinha?!

Canal 12 (não é propaganda, mas é bem mais engraçada a transmissão).

 

Palpite

Vitória do Paraguai (antes de qualquer faniquito, adianto que só seco a Azenha e o Ju).

 

Fotos: livro:produto.mercadolivre.com.br; Paraguaia: newserrado.com.

 

Fabio

Read Full Post »