Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Barueri’

Cena patética de reserva (D) tentanto se misturar

Cena patética de reserva (D) tentanto se misturar

 

Não escondo de ninguém a desconfiança que os canhotos me inocularam e ainda inoculam de que firmaram em algum momento sombrio de suas vidas um pacto com o demo. Basta um deles desfilar aquele balé torto e insolente sob meus olhos para que essa suposição tome corpo, cresça. Pois ontem, mais dois exemplares dessa espécie matreira e inapelável agiram sobre o Grêmio: Fernandinho e Thiago Humberto. O primeiro, com um hábil gol e dribles que Thiego deve carregar consigo na lembrança ate o último e derradeiro suspiro; o segundo, com altivez e soberania que somente aqueles que chutam com o pé esquerdo e carregam o número 10 às costas transparecem. Tomara que Tcheco e Souza, ainda que destros, tenham aprendido a lição.

 

O jogo na Arena Barueri até que teve um primeiro tempo nivelado, de início favorável às arrancadas endemoniadas de Fernandinho e temor permanente da zaga gremista, mas logo arrefecido com sabedoria por Autuori. O que permitiu ao Grêmio alguns lances perigosos, inclusive ludibriando o próprio torcedor de que realmente a maturidade era alcançada, ainda iludido com a atuação sobrenatural da última quinta-feira, contra o Palmeiras.

 

Ao fim da etapa inicial, o saldo era alentador. Nada de gols sofridos, um jogo parelho, tudo conferindo à atuação azul um caráter honrado. Mas a dependência quase maternal do Estádio Olímpico se avizinhava. Tudo começou com a saída de Maxi e o ingresso de Jonas (!). O único trunfo que os tricolores possuíam para prender a bola em terreno inimigo até que Tcheco e Souza – aqueles dois rapazes que pareciam carregar toneladas de carvão para um churrasco feito à lenha – conseguissem atravessar a linha da meia cancha, fora perdido. O jogo mimetizou a partir daí, para nosso desespero, o tenebroso ataque do dono da casa contra defesa do Grêmio que tanto se viu nesse primeiro turno.

 

Fernandinho regressou às suas artimanhas de filhote do capeta, mas agora orquestrado pelo outro canhoto, Thiago Humberto, de atuação apagada no primeiro tempo, mas justificando com sobras o interesse de Inter, Grêmio e outros times de camisa pesada e alguns títulos no lombo no segundo. Numa das tantas combinações desses dois, o Barueri venceu o jogo. Thiago prolongou com desenvoltura um passe lúcido de Márcio Careca e com apenas um toque deixou Fernandinho diante de Victor. Ele chutou firme e rasteiro, fazendo a bola cumprir uma diagonal virtuosa, que livrou de antemão o goleiro gremista de qualquer suspeita de frango.

 

A profecia era cumprida. O Grêmio conseguia encerrar sua participação no primeiro turno longe de seu estádio com apenas dois empates e desavergonhadas sete derrotas. Resta voltar para casa no próximo final de semana e manter inalterado o desempenho animalesco em nosso quintal: aliás, é ele o responsável pela posição intermediária e o fiador maior de qualquer crença em Libertadores para o próximo ano.

 

Confere aqui os demais resultados da rodada. E aqui a classificação.

 

Guilherme Lessa Bica

Read Full Post »

Fabio vislumbra uma Nova Era para o Beira Rio, mediante, é claro, alguns necessários desvios de rota. E justifica por A + B  sua teoria Huxleyliana de divisão de castas para jogadores colorados,  no Arena Vermelha. É só clicar aqui para ler.

 

Equipe TFC

Read Full Post »

Ah, a professora Helena

Ah, a professora Helena

 

Mesmo com o avanço da Gripe Suína, a Classe Escolar Tisserânica segue com aulas ininterruptas – transparecendo um clima de normalidade – assim como ocorria no Colorado, na semana passada.

 

No Inter, a propósito, os pratos foram quebrados, o Sinal Amarelo aceso; o bisonho “Estado de Emergência” decretado; e D”Alessandro foi levado para o cantinho da sala da aula, presenteado com chapeuzinho de Burro.

 

Enfim.

 

Voltando a aula, vamos a chamada.

 

– Fabinho?!

 

– AUSENTEE, PROFESSORA

 

Por motivos particulares, não farei parte da comitiva de colorados guaibenses a rumarem para o Beira-Rio, hoje à noite, contra o Barueri.

 

“Esse só vai nas boas”, o atento leitor deve estar matutando com seus botões, mas asseguro que não é o caso. Que o Tite permaneça no cargo até 2012 se estiver mentindo.

 

Na verdade, até estou curioso com o futebol demonstrado por esta nova força vinda do Sudeste, e os problemas que o estreante Barueri poderá acarretar com o time Colorado. Problemas que na verdade, deverão iniciar antes mesmo da bola rolar, com um protesto previamente organizado pelo Orkut. A princípio, pacífico. Mas sempre tem a turma da baderna. De repente até o Cpers aparece lá.

 

– Consulado do Inter?!

 

PRESENTE – e atuante.

 

Em mais uma atividade desenvolvida pelo Consulado do Inter, de Guaíba, foi dado início ao Projeto “Colorado Nota 10”, algo inédito em Consulados Colorados.

 

Basicamente, o Projeto consiste em cadastrar estudantes colorados de escolas estaduais do Município, sendo que os alunos com melhor desempenho até o final deste ano, serão selecionados para conhecer o Estádio Beira-Rio e os jogadores do Inter.

 

Baita iniciativa.

 

(ZECA GAVA MODE ON).

 

Além disso, o Bus de Guaíba segue como o único 100% em 2009, no Beira-Rio.

 

Apesar de estar ausente no jogo de hoje, Guaíba estará bem representada.

 

Amanhã comento a vitória – tomara – no Arena Vermelha.

 

Fabio

Read Full Post »

 O sábado e o domingo terminaram por se configurar numa rodada auspiciosa para as intenções rubras no Campeonato Brasileiro. A derrota de Celso Juarez para o Barueri por 4 a 2 estancou a avalanche alvi-negra que impelia o Galo à liderança isolada. Combinada com o 3 a 0 equatoriano que o Inter aplicou no Coritiba, TiLte e Roth dividem agora o cume da tabela. De lambuja para o deleite rubro, o Grêmio enviou ao Recife sua turma dente de leite, e repetiu de maneira magistral o revés da partida contra o Cruzeiro. Resta ao time da Beira-Rio mimetizar o desempenho contra os paulistas na quarta-feira que o caneco estará no papo. E aos gremistas varrer com cuidado o salão para que a derrota de ontem não respingue na decisão de quinta.

 

Espantalho equatoriano

 

Antídoto equatoriano para olho gordo

Antídoto equatoriano para olho gordo

 

O Inter não ficava sem vencer por seis partidas desde o tempo em que ainda não era campeão da Libertadores, ou seja, mais de três anos. O que cavocou algumas rugas de preocupação na testa de TiLte, visto que o Equilíbrio tão reivindicado por ele fora alcançado, ainda que num patamar indesejado. Mas o estreante Bolaños tratou de aplicar um banho de sal grosso, espantando o mal olhado com três gols de explícitas virtudes ofensivas. Golpes rápidos e hábeis, e dois deles com assistência e reabilitaçãoi de Alecsandro. Para quarta ainda há os retornos de Nilmar e Kléber e a esperança, muito mais do que crença, dos colorados numa virada.

 

Só Lupicínio salva

 

Lupi vive: é Imortal Tricolor

Lupi vive: é Imortal Tricolor

 

 

 Já o Grêmio, estendeu as mãos com as palmas bem abertas para receber do Inter o estigma de time que não vence há semanas. No mesmo momento que os colorados exorcizavam suas derrotas aqui em Porto Alegre, Paulo Autuori ressucitava algumas almas penadas do elenco Tricolor, como Hélder e Orteman, e colocava em campo junto de outros pobres e incautos neófitos encharcados da ingenuidade necessária àqueles que se sacrificam em derrotas por antecipação. Foi o segundo 1 a 3 consecutivo.

 

É claro que a classificação na quinta-feira justificaria até a escalação de ontem, mas somos obrigados a estabelecer previsões a partir de um retrospecto recente. E o passado recente do Grêmio nos joga na cara muitos empates e algumas derrotas. Se os colorados ainda se apegam a uma ilusão abstrata, mas tão humana que é a esperança, os gremistas dialogam com o sobrenatural, e imputam ao Imortal toda e qualquer responsabilidade de ida à final da Copa.

 

Menções honrosas

Vale destacar a campanha consistente do Barueri, cuja saída iminente do artilheiro Pedrão não influenciou na partida contra o líder. Outra menção honrosa para Ricardo Gomes, de estreia vitoriosa diante da torcida mais exigente do país. Mas a verdade verdadeira, caro leitor, é que o campeonato só começa a valer o ingresso a partir do próximo final de semana, quando apenas uma equipe insistirá na desonrosa missão de escalar reservas, resguardando seus titulates para a final da Libertadores: pois que seja o Grêmio.

 

Resultados

Atlético-PR 1 x 0 Corinthians

São Paulo 2 x 0 Náutico

Barueri 4 x 2 Atlético-MG

Cruzeiro 1 x 0 Avaí

Botafogo 1 x 4 Goiás

Palmeiras 1 x 1 Santos

Internacional 3 x 0 Coritiba

Sport 3 x 1 Grêmio

Vitória 4 x 1 Santo André

Fluminense 0 x 0 Flamengo

 

Classificação

Atlético-MG 17

Internacional 17

Vitória 16

Barueri 13

Palmeiras 13

Corinthians 11

Flamengo 11

Goiás 11

Cruzeiro 10

Santos 10

São Paulo 10

Santo André 10

Fluminense 10

Grêmio 9

Sport 8

Atlético-PR 8

Náutico 8

Coritiba 7

Avaí 7 8

Botafogo 6

 

Fotos:  Bolaños: Clic Esportes; Lupi: jornalpequeno.com.br

 

Guilherme

Read Full Post »