Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \22\UTC 2008

carrega os lábios entreabertos,

uns olhos atentos, despertos

e a dor no peito de não ter notado aquilo antes

e não ter ninguém ao lado para contar agora.

Guilherme

Anúncios

Read Full Post »

Como o Guilherme iniciou com as palavras chaves enviadas pelo Leandro, trocamos a seqüência, e eu encerro.

 

* Lembrando que os contos interativos serão intercalados com as postagens cotidianas do Tisserand.

 

Parte Final 

              É de conhecimento popular que o termo Cavalo Paraguaio se dá as equipes que despontam com folga no início de uma competição e, aos poucos, vão perdendo fôlego. Figueirense, Paraná e alguns outros menores sabem bem como funciona. Mas o que tem isso há ver com o Grêmio? Nada.

Ou melhor, quase nada.

O Cavalo Gaúcho, como diria o companheiro Guilherme, é time copeiro. Joga com raça castelhana, alma castelhana, torcida castelhana e etc. castelhana. E ainda assim, é Gaúcho. Com direito a Hino Rio-grandense todo jogo.

            Em 2008, pela primeira vez na Era de pontos corridos, largou bem – muito bem. O que, coerentemente, levanta a hipótese de ser Cavalo Paraguaio, apesar de não ter histórico “paraguaiense”.

Até acredito que o Tricolor não seja um Cavalo Paraguaio, mas o seu treinador é. E quem tem Celso Roth não se empolga.

 

Fábio

 

Read Full Post »

Iniciando as postagens interativas, um conto com as palavras: Grêmio – Cavalo paraguaio – Segunda divisão.

A tribo colorada (de nome Inter) comemorou de forma precipitada a derrocada dos azuis (de nome Grêmio). Uma temporada desastrosa, de dias nebulosos, levou-os ao inferno (de nome Segunda Divisão).

Logo tudo se ajustou como deve. Os azuis regressaram ao seu devido lugar, à frente, inclusive, dos colorados.

O futebol aguerrido, forjado na força em detrimento da técnica, de idioma castelhano, dos azuis, chegou aos ouvidos colorados e demais tribos como o espanhol de um incauto cavalo paraguaio: ledo engano. 

Para surpresa e temor da tribo vermelha e das tribos restantes, o cavalo era gaúcho; e especialista em cobrir egüinhas rubras e frescas à beira do rio.

Guilherme

Read Full Post »

 O Tisserand está sendo atualizado com intervalos de tempo acentuados e, com isso, os acessos caem bastante, o que nos deixa triste.

Buscando uma interatividade com você, leitor – que ainda busca novos textos neste espaço – temos uma sugestão: deixe nos comentários três palavras-chave para que façamos um conto a partir delas. Eu farei a primeira parte e o Guilherme encerra. (ex. Futebol – Brasil – Atacante)

No aguardo,

Fabio

Read Full Post »